Governo francês acusa Rússia de deixar passar hooligans

Denuncia a "lamentável ausência de cooperação"

• Foto: EPA

O ministro francês dos Desportos, Patrick Kanner, denunciou esta segunda-feira a "lamentável ausência de cooperação" da Rússia, acusando-a de ter permitido a saída de 'hooligans' que estiveram implicados nos atos de violência em Marselha, durante o Euro'2016.

"Há 150 a 200 hooligans russos que devem ser impedidos de causar estragos", afirmou Kanner à AFP, acrescentando que as autoridades russas e em primeiro lugar a federação "deviam reagir". Na sua opinião, esta era "uma questão de prevenção acima de tudo", pelo que "certos vistos jamais poderiam ter sido atribuídos".

Confrontos entre adeptos ingleses, russos e franceses e com a polícia, à margem do jogo Inglaterra-Rússia de sábado, provocaram 35 feridos, dos quais quatro em estado grave, e diversas detenções, mas nenhuma de adeptos russos.

Esta segunda-feira, o tribunal correcional de Marselha aplicou penas de prisão efetiva a vários envolvidos, nomeadamente um francês e vários ingleses.

Segundo o governante, a segurança vai ser reforçada no próximo jogo da Rússia, contra a Eslováquia, na quarta-feira, em Lille.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.