Hollande nunca ponderou "adiar ou suspender" prova

Ataques terroristas em Paris não influenciaram

• Foto: Reuters

O presidente da França, François Hollande, assegurou esta terça-feira que, apesar dos ataques terroristas em Paris e Bruxelas, nunca ponderou adiar ou suspender o Euro'2016, que decorre em solo gaulês de 10 de junho a 10 de julho.

"Nunca foi levantada a hipótese de adiar ou suspender o Euro'2016", declarou François Hollande, durante uma visita ao Instituto Nacional do Desporto de França (INSEP).

O presidente francês acrescentou que a competição deve representar "uma forma de resposta ao ódio, divisão, medo e horror" e disse que "serão tomadas todas as medidas de segurança necessárias" durante o torneio.

Esta é a primeira declaração do presidente francês sobre a organização do Europeu, após os atentados de Bruxelas, a 22 de março, que provocaram pelo menos 35 mortos e mais de 300 feridos.

Meses antes, a 13 de novembro de 2015, foram cometidos vários ataques na capital francesas, entre os quais nas imediações do Estádio de França, que provocaram 130 mortos.

Naquela noite, a seleção francesa de futebol disputava um encontro de caráter particular com a congénere alemã, quando várias explosões se fizeram ouvir perto do estádio, causando o pânico entre os espetadores, que invadiram o relvado.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Euro 2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.