Lagerbäck: «Não vou chorar se o Ronaldo não estiver no onze»

Treinador diz que Portugal é um dos favoritos a vencer o Europeu

• Foto: Bruno Colaço/Correio da Manhã

O selecionador islandês, Lars Lagerbäck, afirmou esta segunda-feira que quer "incomodar" Portugal e revelou que a equipa nórdica vai estar "atenta a Cristiano Ronaldo", no encontro da primeira jornada do Grupo F do Euro'2016.

"Estou desejoso que comece o jogo e por enfrentar uma equipa como Portugal. É uma equipa muito forte, considero que é mesmo um dos favoritos a vencer este Euro'2016. A equipa está bem e até podemos incomodar a equipa portuguesa. Assim o espero", afirmou o técnico.

Lagerbäck, que falava na antevisão da partida de terça-feira, que terá lugar em Saint-Étienne, acredita que a Seleção Nacional "vai ter mais posse bola", mas fez questão de frisar que a Islândia vai "jogar de forma agressiva, seja com um ou dois pontas de lança".

Por outro lado, o treinador sueco, de 67 anos, revelou que o conjunto nórdico vai estar "atento" a Cristiano Ronaldo, embora tenha realçado a qualidade individual de Portugal.

"Ronaldo é um dos melhores jogadores do mundo e estaremos atentos, mas, quando se defronta uma equipa com a qualidade individual de Portugal, defrontamos a equipa inteira. Mas claro que vamos tentar anular o Ronaldo", referiu.

De resto, Lagerbäck recusou a ideia de que a equipa portuguesa seja demasiado dependente do avançado do Real Madrid.

"Já vi Portugal jogar sem Ronaldo e tem jogadores muito dotados, mas claro que há jogadores com capacidades extraordinárias e, sem Ronaldo, Portugal perde um pouco dessa arte. Obviamente que não vou chorar se o Ronaldo não estiver no onze, apesar de Portugal ser uma equipa dotada tecnicamente", salientou.

Lagerbäck foi igualmente questionado sobre as recentes declarações que proferiu sobre o capitão português e Pepe, nas quais apelidava os dois atletas de "atores", depois da última final da Liga dos Campeões, entre Real Madrid e Atletico de Madrid.

"Há muitos anos que não gosto de atores no campo. Deveríamos suspender jogadores que sofrem um toquezinho e tentam influenciar a decisão de um árbitro. No entanto, nunca falei de Portugal especificamente. No futebol, em geral, isso acontece. Nessa ocasião falou-se de Portugal, por causa da Liga dos Campeões e eu falei de um facto", adiantou.

Já Heimir Hallgrímsson, que faz parte da equipa técnica e que, depois do Euro'2016, irá substituir Lagerback no comando da seleção islandesa, foi perentório a analisar a estreia dos nórdicos em fases finais de grandes competições. "Este é o maior momento da história da Islândia", vincou.

Portugal e Islândia jogam na terça-feira, a partir das 20 horas, no Estádio Geoffroy Guichard, em Saint-Étienne, em jogo da primeira jornada do grupo F, que será dirigido pelo turco Cuneyt Çakir.

Por Lusa
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.