Löw: «Ballack? Essa conversa dá-me vontade de rir»

Selecionador diz que não faltam líderes na 'nationalmannschaft'

• Foto: Getty Images

A conjuntura da seleção alemã no Euro'2016 não é para chorar, mas também não dá para rir, que é o que apetece a Joachim Löw ao ouvir as críticas de Michael Ballack. Depois do triunfo sem chama sobre a Ucrânia (2-0) e do empate frente à Polónia (0-0), o antigo capitão da 'nationalmannschaft' apontou falta de personalidade e carácter à equipa, levando o selecionador a recordar o que se passou no Mundial'2014.

"Há coisas que se repetem demasiadas vezes. Essa conversa dá-me vontade de rir. Em 2014 também havia uma discussão sobre a ausência de líderes na equipa, mas depois fomos campeões e, de repente, os jogadores passaram a ser grandes líderes", começou por dizer Löw.

"Agora empatámos 0-0 e voltou a mesma conversa quando os jogadores revelaram que são, de facto, grandes líderes", acrescentou o selecionador alemão, que no último jogo do Grupo C, diante da Irlanda do Norte, terça-feira, promete jogar para vencer para ficar no primeiro lugar, apesar de um empate servir para garantir a qualificação para os quartos-de-final.

Löw quer a equipa na máxima força e manteve-se fiel ao plano de dar uma folga aos futebolistas, justificando que é "importante desligar e refrescar as ideias. A equipa está a dar boas indicações em termos físicos. Há um incrível espírito de luta e energia."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.