Quaresma: «Estamos prontos para o que aí vem»

Extremo recusa que Portugal esteja mais pressionado após empate na estreia

• Foto: Lusa

Ricardo Quaresma começou o encontro de terça-feira, com a Islândia, no banco de suplentes, devido a condicionalismos físicos que o afetaram nos últimos dias. No final do encontro, questionado sobre se este contratempo lhe retirara espaço na equipa de Fernando Santos, em relação a Nani, o extremo preferiu desvalorizar. 

"Isso a mim não me preocupa. Quero é os meus colegas bem e a ajudarem a Seleção", garantiu o campeão turco, recusando igualmente a ideia de que a Seleção Nacional está mais pressionada após o empate com a Islândia: "Nós gostamos de pressão. Nenhum jogador sente a pressão, não há problema. Estamos prontos para o que aí vem."

"Isto não é como começa, é como acaba. Temos um longo caminho pela frente e vamos lutar bastante para alcançarmos o nosso objetivo", acrescentou Quaresma a este respeito, apelando aos portugueses, que marcaram forte presença em Saint-Étienne, para que continuem a equipa: "Sinto-me acarinhado aqui e em Portugal. Que continuem assim porque vamos precisar de todos".

A terminar, o extremo do Besiktas negou que a inexperiência de alguns jogadores, especialmente dos mais jovens, tenha tido influência no desfecho do encontro. "Todos os jovens jogam em grandes equipas, habituados a jogar a Liga dos Campeões, grandes competições contra as melhores equipas. Não entrámos da melhor maneira, mas ainda há muita coisa para fazer", prometeu.

Por Bruno Fernandes
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.