Ronaldo é o pior de sempre a bater livres diretos

Craque português nunca marcou em 34 tentativas em fases finais

Cristiano Ronaldo é o pior de sempre numa das suas especialidades: os livres diretos. De acordo com os dados da OPTA, o craque português efetuou 34 remates em fases finais de grandes competições e nunca marcou um golo. Nenhum outro futebolista se aproxima deste registo.

Os dados, divulgados pela FourFourTwo, referem-se a Mundiais e Euros desde o Argentina'1978 e apenas incluem jogadores europeus, pois a OPTA não tem dados de Copa América.

No caso de Ronaldo, foram contabilizados 18 livres diretos em Campeonatos do Mundo e mais 16 em Campeonatos da Europa. De todos eles, apenas oito chegaram à baliza. Treze foram para fora, os outros 13 foram bloqueados. Precisamente o que aconteceu nos dois que tentou frente à Islândia, nos instantes finais da partida.

Números estranhos para um futebolista que tem uma taxa de sucesso de 6,9 por cento em jogos da Champions e das ligas inglesa e espanhola. No total, o madeirense apontou 41 golos em 594 tentativas.

O futebolista com melhor aproveitamento de livres em grandes competições é o alemão Thomas Hässler, com 20 por cento. Seguem-se David Beckham (15,4%), Stoichkov (11,8%), Zidane (9,5%) e Platini (8%). Números que já foram todos batidos por Gareth Bale, autor de dois golos em três tentativas no seu primeiro Europeu (média de 66,7%).

Por Sérgio Krithinas
16
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2016

Notícias

Notícias Mais Vistas