Torneio menos produtivo desde 1980

Média de 1,92 golos

• Foto: Reuters

O Campeonato da Europa deste ano tem sido criticado pelos jogos demasiado táticos, com pouco atrevimento por parte da maior parte das seleções e, sobretudo, por se verem poucos golos por jogo – a grande exceção foram os seis apontados no Hungria-Portugal (3-3). De facto, esta é a edição menos produtiva desde 1980, quando a Itália recebeu o primeiro torneio em que participaram oito seleções (mais quatro do que as que decidiam o título desde 1960).

Em 1980 foram apontados 27 golos em 14 jogos, o que deu uma média de 1,93 golos/jogo. Já no França’2016 foram apontados 69 em 36 partidas, o que dá uma média ligeiramente mais baixa de 1,92 golos por encontro. Este dado pode ainda ser analisado por outro prisma, igualmente revelador. É que, tendo sido realizados mais cinco jogos do que nos cinco Europeus anteriores (disputados por 16 seleções), só foram marcados mais golos (69) do que no Euro’96 (64). Mas bem menos do que em 2012 (76), 2008 (77), 2004 (77) e 2000 (85).

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2016

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.