Grupo A
Grupo B
Grupo C
Grupo D
Grupo E
Grupo F

Fernando Meira considera que Portugal "tem um problema sério a nível de centrais"

Ex-internacional sublinha que não é "por acaso" que Fernando Santos apenas chamou três

• Foto: Ricardo Jr

O antigo futebolista internacional Fernando Meira considera que Portugal tem "um problema sério a nível de centrais" e não se mostra surpreendido com a chamada de "apenas três", para ajudar a defender o título continental no Euro'2020.

"Temos um problema sério a nível de centrais. Não é por acaso que o nosso selecionador apenas convocou três. Sem dúvida, Pepe e Rúben Dias são duas grandes referências da atualidade do futebol. Pepe já numa fase final da carreira, mas numa forma incrível. O Rúben Dias, claramente, será a referência da nossa seleção a nível defensivo e é também um dos melhores centrais da atualidade, pela maturidade que tem e a força já que apresenta", analisou à agência Lusa o ex-central, que representou Portugal no Mundial'2006 e no Euro'2008.

Fernando Meira lamenta que "não se vejam grandes soluções para o futuro", no que diz respeito a defesas centrais de raiz, para, de forma natural, substituir os veteranos José Fonte e Pepe, com 37 e 38 anos, respetivamente.

"Acredito que Portugal possa vir a ter no futuro algumas dificuldades nesse setor. Em todos os outros, Portugal está, claramente, recheado. É uma das melhores seleções do Mundo a nível de qualidade. É importante que tenhamos isso bem presente e que continuemos a acreditar na nossa seleção, para que possamos fazer um grande Europeu. É o que todos esperamos" disse.

Inserido num Grupo F "muito difícil", juntamente com Hungria e as poderosas Alemanha e França, a seleção lusa é uma das "favoritas" do torneio, mas vai ter de "provar o valor e a qualidade que tem", segundo o antigo jogador de Vitória de Guimarães, Benfica e Estugarda, pelo qual se sagrou campeão alemão em 2006/2007.

Perspetivando os três duelos, Meira, de 42 anos, que de quinas ao peito somou alcançou 54 internacionalizações AA, acredita que a terceira e última jornada será para discutir o primeiro lugar com França, atual campeã mundial e vice-campeã da Europa.

"Espero que nessa altura Portugal já tenha o apuramento garantido. Acredito que, contra a Hungria, teoricamente o jogo mais fácil do grupo, Portugal possa ganhar. Depois, encontramos uma Alemanha poderosa no nome, mas não tão poderosa a nível coletivo, como tem sido nos últimos anos. Acredito eu que Portugal, pela grande seleção que tem, o grande momento que atravessamos, possa levar de vencida a Alemanha e partir para o último jogo com a França para disputar o primeiro lugar do grupo", argumentou.

Portugal, que é o detentor do troféu, integra o Grupo F do Euro'2020, juntamente com Hungria, Alemanha e França, tendo estreia marcada na competição para 15 de junho, diante dos húngaros, em Budapeste, antes de defrontar os germânicos, em 19, em Munique, e os franceses, em 23, novamente na capital magiar.

O Euro'2020, que foi adiado para este ano devido à pandemia de covid-19, realiza-se em 11 cidades de 11 países diferentes, entre 11 de junho e 11 de julho.

Por Lusa
9
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2020

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.