João Mário assume: «Mudei de clube para ser opção na Seleção Nacional»

Jogador do Lokomotiv Moscovo feliz no "regresso a casa"

• Foto: Lusa

João Mário não esconde que o facto de ter ficado fora da convocatória da fase final da Ligas das Nações - que Portugal conquistou - foi determinante para tentar dar novo rumo à sua carreira. O médio rumou ao Lokomotiv Moscovo por empréstimo do Inter convicto de que, com mais oportunidades de jogar, conseguiria garantir novamente um lugar entre os eleitos de Fernando Santos e eis que agora está "de volta a casa" para a dupla jornada de apuramento para o Euro'2020 frente ao Luxemburgo e à Ucrânia.

Regresso à Seleção Nacional: "Para mim, estar na Seleção é sempre uma alegria. Foi para isso que mudei de clube, para poder ser opção. Só jogando é que posso estar cá. Estar na seleção é sempre uma oportunidade nova, estou muito feliz por estar cá. Para quem está habituado a vir à seleção, foi duro ficar de fora da final da Liga das Nações. Fiquei triste, mas tenho de ser honesto e consigo entender que num meio-campo com tantas opções, com tanta qualidade, é muito difícil. Depois da final da Liga das Nações pensei nisso mesmo, que tinha de dar um rumo diferente à minha carreira. Agora estou a jogar e fico contente por ser opção para o selecionador e isso é o mais importante. Temos qualidade não só para o meio-campo, mas também noutras posições. Grandes jogadores ficaram de fora".

Ambiente na seleção: 
"Temos um grupo muito compacto, que se conhece muito bem. O grupo é praticamente o mesmo [de quando esteve a última vez], só o Ruben Semedo é que vem e mesmo ele já o conheço bastante bem do Sporting. O ambiente na seleção é muito saudável, é ótimo".

Favoritismo de Portugal frente ao Luxemburgo: "Não podemos desvalorizar o Luxemburgo, temos visto os resultados que têm feito. Têm o mesmo treinador há nove anos, isso não é por acaso. Temos soluções para os vencer, mas teremos de dar tudo para vencê-los. É um adversário muito duro"

Expectativas para o jogo: "O estádio vai estar lotado. Se os portugueses aderiram tanto ao jogo, nós queremos fazer o mesmo. Temos de pensar jogo a jogo e focar no Luxemburgo, um adversário com qualidade. É muito importante conquistarmos os três pontos, pois o nosso objetivo é ficar em primeiro no grupo".

Regresso a Alvalade: "Só joguei uma vez em Alvalade pela seleção, num amigável frente à França. É sempre muito especial para mim. Fico muito feliz por a seleção voltar a jogar em Alvalade, um estádio onde fui muito feliz e onde me sinto em casa. Espero que Alvalade possa trazer sorte a Portugal e que possamos vencer o jogo".

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Euro 2020

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.