Grupo A
Grupo B
Grupo C
Grupo D
Grupo E
Grupo F

Morata: «Estive sem dormir, até disseram que queriam que os meus filhos morressem»

Avançado espanhol revelou o teor das ameaças que tem recebido

• Foto: Reuters

Álvaro Morata atravessa uma fase menos positiva na seleção espanhola. O avançado da Juventus, que tem sido muito criticado pelas suas exibições e pela falta de eficácia em frente à baliza, aproveitou uma conversa com a rádio 'Cope' para revelar como tem sido viver os últimos tempos na sua pele, lembrando as ameaças das quais é alvo, e a ajuda psicológica que tem precisado. O espanhol abordou ainda o favoritismo da seleção no Euro'2020.

"Estive nove horas sem dormir antes do jogo frente à Polónia. Recebi ameaças, insultos à minha família, disseram que oxalá os meus filhos morressem... Mas estou bem, se fosse há uns anos estaria pior", começou por dizer, explicando o porquê de achar que os adeptos se dirigem a ele de forma mais violenta: "Talvez não tenha feito o meu trabalho como deveria. Entendo que me critiquem por não marcar, mas gostava que as pessoas se colocassem no meu lugar e compreendessem como é receber mensagens destas. O que me magoa mais é o que dizem à minha mulher e aos meus filhos...".

Morata abordou também os protestos dos adeptos, bem audíveis no estádio quando acaba por decidir um lance de maneira menos acertada: "As pessoas assobiam-me porque é aquilo que ouvem. Eu dou tudo, dou a minha vida pela seleção. Se tivéssemos vencido 3-0 contra a Suécia ou contra a Polónia, o estádio teria feito a onda. Gostava que as pessoas se colocassem na minha pele".

O jogador da Juventus afirma ainda ser "muito bom" ter ajuda psicológica em situações desta natureza, sublinhando que é muito importante "ter uma pessoa que compreende e que ouve sempre que é preciso".

Quanto à posição da seleção no Euro'2020, o avançado confia estar "ao mesmo nível" das melhores: "Não acho que estejamos um nível abaixo de Alemanha, França ou Portugal. Mas também não devemos pensar que somos melhores do que ninguém. Por mim, assino já para não jogar mais ou não marcar, e sermos campeões da Europa", rematou.

Recorde-se que a Espanha vai ter pela frente a Croácia nos oitavos de final da competição, em jogo a disputar na próxima segunda-feira, dia 28, pelas 17h.

Por Record
8
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Euro 2020

Notícias