Grupo A
Grupo B
Grupo C
Grupo D
Grupo E
Grupo F

António Costa: «É nestes momentos mais difíceis que temos de dar ânimo»

Primeiro-ministro assistiu à partida em Munique e deixou uma mensagem no final do encontro

• Foto: Lusa

António Costa esteve presente nas bancadas da Allianz Arena para assistir ao encontro entre Portugal e Alemanha, que os germânicos venceram por 4-2. No final da partida da 2.ª jornada do Grupo F do Euro'2020, o primeiro-ministro abordou o jogo e deixou uma mensagem aos jogadores, em declarações à 'SportTV'.

"Era um resultado que ninguém queria mas a seleção até ao último segundo lutou para ganhar a bola e para ganhar o jogo, para virar o resultado. Essa é a mensagem. Temos mais um jogo pela frente e temos de dar tudo por tudo para que no próximo jogo consigamos chegar aos 'oitavos' e depois aí logo se vê. Acredito nesta seleção até ao fim", começou por dizer.

"O Renato Sanches teve uma bola ao poste. Nos últimos minutos, o Ronaldo ainda foi lá buscar a bola e ainda fez uma assistência que poderia ter dado golo. Este espírito de luta da Seleção até ao ultimo segundo é o mesmo com que a equipa tem de partir nos próximos dias para o jogo com a França e logo se verá", vincou.

Tem um sorriso da confiança?

"É o sorriso da confiança e de uma equipa que não se foi abaixo, que está a ganhar no campo do adversário frente a uma equipa como a Alemanha, sofre quatro golos e luta até ao fim... É um motivo de orgulho. Se preferia ter ganho? Claro que preferia. Temos de ter orgulho da nossa equipa e pela forma como todos os jogadores se bateram até ao último segundo. Não deu."

A mensagem enviada a Angela Merkel

"Mandei uma mensagem à chanceler Merkel a felicitá-la e dar-lhe os parabéns por esta vitória. Agora o que importa é que a seleção faça exatamente o mesmo neste jogo na quarta-feira: lutar até ao último jogo. Até ao último segundo a bola está a rolar e teremos a oportunidade de ganhar."

O apoio dos portugueses à Seleção Nacional

"Os portugueses estão com a seleção e irão estar mais ainda. Sabemos que é nestes momentos mais difíceis que temos de dar ânimo uns aos outros e puxar pela Seleção para que ela entre em campo com espírito vencedor. Tivemos a ganhar 1-0 e perder 4-2 não é o resultado que queríamos. Hoje vai ser um dia de chorar e amargar mas há que dar a volta. Com o mesmo espírito que estiveram no campo, é aquele que têm de partir até Budapeste", concluiu. 

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Portugal

Notícias