Grupo A
Grupo B
Grupo C
Grupo D
Grupo E
Grupo F

Sentir Portugal em Budapeste: hotel decorado a rigor e até bacalhau veio na bagagem

A casa da Seleção Nacional vista por dentro

A Seleção Nacional está instalada num hotel na Ilha Margarida, em Budapeste. E como esta unidade hoteleira vai ser a casa de Portugal nesta fase de grupos, com um desvio pelo meio a Munique para defrontar a Alemanha, houve uma personalização de vários espaços, com as cores da bandeira portuguesa a servirem de inspiração.

E não é só o que se vê, mas também o que se come. Luís Lavrador, cozinheiro da Seleção Nacional, trouxe na bagagem para Budapeste 150 quilos de bacalhau, 50 quilos de arroz carolino, 60 garrafas de azeite e mais 60 de vinagre.

Conforto, alimentação e, claro, o treino e a recuperação. Foi montado um ginásio no hotel, assim como salas de tratamentos e fisioterapia. Estas áreas também foram implementadas no Illovszky Rudolf, o estádio onde Portugal treina diariamente.

E como todos os pormenores contam, o relvado do recinto Vasas está cortado à mesma altura do tapete do Puskas Arena, palco do jogo Hungria-Portugal. Um relvado que é alvo de elogios na Hungria. Rúben Pinto, português que alinha no Fehérvár, confidenciou a Record que é um dos melhores relvados que já pisou no país magiar.

Por David Novo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Portugal

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.