Fernando Santos espera uma Itália a querer 'mostrar serviço' e dá dica sobre onze

Portugal estreia-se na segunda-feira na Liga das Nações

Fernando Santos fez este domingo a antevisão do encontro com Itália, jogo de estreia da Seleção Nacional da Liga das Nações agendado para amanhã, às 19h45, no Estádio da Luz.


Itália:
 É uma seleção de topo, sempre foi - não foi por ter ficado de fora do Mundial da Rússia que deixou de o ser. Será um jogo muito complicado para Portugal, mas confio nos meus jogadores. Diferenças com jogo com a Croácia? São semelhantes porque são duas grandes seleções, mas diferentes porque o jogo com a Croácia era um jogo particular e o de Itália já se insere numa competição, nesta Liga das Nações. Espero que a equipa esteja ao seu nível. A minha equipa tem uma grande disponibilidade para o jogo, tem muita qualidade, mas sabemos da qualidade da equipa de Itália. Há uma vontade enorme para, não tendo estado no Mundial, querer mostrar agora a sua mais-valia. Vai ser um confronto de duas grandes equipas. Não há favoritos amanhã. Espero o apoio do público, que amanhã estejam aqui em grande numero. É muito importante para os jogadores quando estamos a entrar num novo ciclo, não só com os jogos da Liga das Nações, mas no ciclo a caminho do Euro'2020.

Ansiedade para a estreia na Liga das Nações: Temos jogadores muito experiente, não ha essa ansiedade. Se fosse já um Europeu ou um Mundial, talvez houvesse, assim não.

Onze: A mim interessa-me a dinâmica da equipa, não só a defesa ou o ataque, e o jogo com a Croácia foi bastante positivo. Não esperem muitas alterações.

Dispensa de Raphael Guerreiro: No terceiro treino da semana, apresentou algumas queixas, fez exames e, naquele momento, a unidade de saúde e performance da federação considerou que era recuperável. Com a evolução do jogador, deram-me entretanto a indicação que não estaria apto. Não íamos manter aqui um jogador que não podíamos colocar em campo

Destaques na seleção italiana: Não estive com muita atenção a ninguém em particular, mas gostei do Jorginho e do coletivo. Depois da saída de Balotelli a equipa mudou um bocado a forma de jogar e teremos atenção a isso

Ronaldo e a 'seca' de golos na Serie A: Esperem um bocadinho e vão ver os golos que ele vai marcar


Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

Ultimas de Liga das Nações

Notícias

Notícias Mais Vistas