FIFA pede a delegados da CAF que respeitem obrigação de neutralidade

Apelo de Gianni Infantino surge depois do presidente da CAF ter expressado o seu apoio à candidatura marroquina

• Foto: EPA

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, pediu esta sexta-feira aos delegados da Confederação Africana de Futebol (CAF) que respeitem a obrigação de neutralidade no processo de escolha do país organizador do Mundial de futebol de 2026.

"Peço que façam tudo para que o processo seja transparente, trata-se da nossa credibilidade", disse Infantino na abertura de um debate, em Casablanca.

O apelo de Infantino surge depois de o presidente da CAF, Ahmad Ahmad, ter expressado o seu apoio à candidatura marroquina - que concorre com a candiatura tripartida dos Estados Unidos, Canadá e México -, e quer que a assembleia-geral do organismo discuta o assunto.

"Vivemos numa democracia, cada um é livre de tomar a sua decisão", disse Ahmad, acrescentando: "Eu tenho a minha posição, o comité executivo apoia a minha decisão".

Recentemente a FIFA enviou uma circular pedindo aos eleitores que "se abstenham de fazer declarações orais ou escritas sobre os candidatos".

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Mundial

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0