Carlos Queiroz: «Vamos lutar pelo sonho»

Selecionador dos persas quer levar a melhor no match-point contra Portugal na 2.ª feira

• Foto: EPA

Carlos Queiroz continua a acreditar que o Irão vai conseguir qualificar-se para os oitavos-de-final. "O nosso sonho mantém-se em aberto e vamos lutar por concretizá-lo. O jogo com Portugal é um ‘match-point’ para nós, vamos tentar vencê-lo. Viemos à Rússia para ultrapassarmos a fase de grupos", assinala o selecionador do conjunto persa.

A exibição assinada pelo Irão é alvo de rasgados elogios. "Ganhámos o respeito das pessoas do futebol, os nossos fãs também estão orgulhosos por aquilo que fizemos. Nenhum dos nossos jogadores saiu de campo com a cabeça baixa. Não havia razões para isso, deram tudo o que tinham. Quando chegarem a casa podem sentar-se orgulhosamente à mesa com os familiares e amigos. Tenho orgulho em todos eles", anota.

Bate-boca com Carvajal e VAR

O treinador português não deixa sem resposta Carvajal, que acusou os jogadores iranianos de simularem lesões e de tudo fazerem para parar o jogo. "Em vez de criticar os meus jogadores devia colocar os olhos nos seus companheiros de equipa [no Real Madrid]. Ele que veja o que se passou com Salah [Ramos provocou-lhe uma lesão na final da Champions]", diz Carlos Queiroz, falando ainda do golo anulado pelo VAR: "Se houvesse VAR no Mundial da África do Sul, a Espanha teria ficado de fora e não seria campeã mundial. Há oito anos não se fez justiça e um golo de Villa, apontado em posição irregular, afastou Portugal nos ‘oitavos’."

Por David Novo
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Mundial 2018

Notícias