Fernando Santos ligado em alta tensão

Selecionador nacional não gostou de ver erros defensivos e muitos passes errados

• Foto: Lusa

Uma autêntica pilha de nervos literalmente desde o primeiro segundo até ao último. Assim se descreve a forma como Fernando Santos assistiu a toda à partida, uma vez que o selecionador nacional nunca conseguiu esconder a irritação que foi sentindo à medida que a equipa não respondia ao que era pedido. Aliás, por aí se percebe que, no final, o técnico tenha feito muitos reparos aos jogadores portugueses.

Ora, a entrada forte de Marrocos deixou Fernando Santos logo apreensivo, mas foi a partir dos 18’ que o engenheiro começou mesmo a ficar preocupado com os problemas defensivos. A passividade deixava o selecionador nacional irritado, com gestos de claro desagrado e muitas indicações a João Mário e Raphaël Guerreiro, os dois jogadores mais visados pelo treinador durante a primeira parte.

Também William Carvalho ouviu reparos do técnico, de 63 anos, que não gostou de ver uma série de passes errados, especialmente na transição defesa-ataque. A primeira parte foi, de facto, uma roda-viva de emoções para Fernando Santos... e não melhorou nos segundos 45 minutos, uma vez que a exibição da equipa das quinas não correspondeu ao que o técnico queria. Aí, já era mesmo a movimentação defensiva que preocupava o engenheiro, embora os passes errados tenham voltado a deixar o técnico à beira de um ataque nervos, mesmo até ao último minuto. O descanso só chegou mesmo no fim, quando o árbitro apitou pela última vez.

Conversas com Ilídio Vale

Entre todos os nervos que Fernando Santos viveu ao longo da partida, houve quem tentasse acalmar o selecionador nacional. Nesse sentido, foram muitas as conversas que o engenheiro foi tendo com Ilídio Vale, possivelmente para discutir o que de errado se estava a passar na estratégia da equipa das quinas.

Aos 68 minutos, por exemplo, Fernando Santos ficou irritadíssimo com mais uma jogada mal sucedida e seguiu-se uma curta troca de palavras com Ilídio Vale, que terminou com a chamada quase imediata de Bruno Fernandes para entrar na partida.

Ainda houve tempo para mais conversas entre Fernando Santos e o adjunto, bem como com outros elementos da equipa técnica, mesmo até muito perto do final do encontro.

Por Pedro Gonçalo Pinto
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Mundial 2018

Notícias