Record

"Fiasco", "desastre", "vergonha histórica": imprensa alemã não perdoa a 'mannschaft'

Alemanha perdeu com a Coreia do Sul e não passou a fase de grupos no Mundial da Rússia

O afastamento da Alemanha do Mundial foi um tremendo balde de água fria para o país e a imprensa germânica desta quinta-feira espelha alguma da revolta sentida pelos alemães.

O jornal 'Bild' escreve "sem palavras" na manchete. Foi a mesma manchete que usou há quatro anos, depois da vitória por 7-1 frente ao Brasil...

A revista 'Kicker' não tem dúvidas que a atuação da 'mannschaft' foi um "fiasco". "Vamos continuar com Low? Guerra à vista", constata aquela publicação.

O Der Spiegel mostra-se mais moderado: "Depois do título mundial há quatro anos (Joachim Low) era incontestável, um rei no seu próprio império. Subitamente perdeu essa aura. Foi grande a queda do Rio de Janeiro a Kazan."

O 'Die Welt' defende, por sua vez, que o selecionador, que renovou até 2022 continua a ser opção, "até porque não há muitas alternativas". Mas não deixa de constatar que sa atuação da Alemanha na Rússia foi "uma vergonha histórica"

O Tagesspiegel fala em "naufrágio" e o Suddeutsche em "desastre". Esta última publicação escreve que foram "as horas mais sombrias da história do futebol alemão"
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018

Notícias
M