'Imigrante de m****' ou 'homem-bomba': Chamaram de tudo a Durmaz

Extremo sueco cometeu a falta que ditou o golo de Kroos e acabou por ser alvo da fúria de alguns adeptos

A carregar o vídeo ...
Imperdível: O decisivo golo de Kroos visto a partir das bancadas

Autor da falta que ditou o livre que permitiu a Toni Kroos marcar o golo da vitória da Alemanha sobre Suécia, Jimmy Durmaz sentiu bem na pele um dos lados negros do futebol, ao ser alvo de violentos insultos logo após o encontro com os germânicos. Mensagens de ódio e até de racismo visaram o jogador do Toulouse, levando mesmo a seleção sueca a reunir-se antes do treino deste domingo para uma declaração de repúdio perante o sucedido.

Para lá do selecionador nacional, também Durmaz assumiu a palavra, condenando de forma veemente o que foi escrito nas suas páginas das redes sociais. "Sou um jogador de futebol de alto nível, ser criticado é algo com que temos que viver, mas ser chamado de 'imigrante de m****' ou 'homem-bomba' e receber ameaças de morte contra mim e os meus filhos é completamente inaceitável. Sou sueco, tenho orgulho de vestir a nossa camisola ou a nossa bandeira. Gostaria de agradecer às pessoas boas, maravilhosas, que espalham alegria. Isso abraça-nos. Ficaremos unidos, somos todos suecos. Que se lixe o racismo", atirou o médio de 29 anos, nascido em Örebro, mas filho de pais turcos.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.