João Moutinho garantiu esta quinta-feira que a Seleção Nacional tem "boas e grandes" expectativas para o Mundial'2018. Em conferência de imprensa em Sochi, cidade que acolhe o primeiro jogo de Portugal no campoenato (amanhã, frente a Espanha, às 19 horas), o médio sublinhou o foco máximo da equipa das quinas no encontro, completamente à margem das mexidas na seleção espanhola e... no Sporting.

"As expectativas são boas e grandes. O campeonato está muito bem organizado pela Rússia, já merecia estar aqui uma grande competição, estão todos de parabens pela organização. Esperamos dar o nosso maximo e atingir os nossos objetivos aqui", começou por dizer ao lado de Fernando Santos.

Mudança de selecionador em Espanha: Efeito negativo não trará à seleção espanhola, positivo poderá trazer. Espanha tem-se preparado da melhor forma possível. Tem vindo a preparar o Mundial há umas semanas e essa mudança não vai alterar a sua forma de jogar. Vão manter-se fiéis ao que têm preparado. Esperamos uma equipa forte, unida, a criar-nos grandes dificuldades. Queremos impôr o nosso jogo e sair vitoriosos".

Rescisões do Sporting: Não vão influenciar. Estamos focados em atingir os nossos objetivos que são trabalhar bem e começar bem o Mundial. Focados, unidos e concentrados. Não temos de pensar noutras coisas, só no que podemos dar para conseguirmos os nossos objetivos. Não estamos a olhar para o que se passa noutras seleções ou fora da Seleção. Sabemos da nossa responsabilidade e do que podemos fazer.

Portugal entre os favoritos? Os favoritos são a Alemanha, a Espanha ... Portugal está entre os candidatos a poder conquistar o Mundial. É normal que os outros sejam considerados favoritos por toda a sua história. Somos campeões da Europa, mas isso não nos dá o direitro a ser favoritos, mas candidatos. Temos uma equipa jovem que ambiciona alto e dar o melhor já amanhã. Vamos fazer o nosso trabalho e tentar ser superiores à Espanha e vencer

Há uma boa pressão por serem campeões europeus? Pressão temos nós por representar um país, milhões de pessoas. É uma pressão boa porque temos de fazer o nosso melhor e dar o melhor para conseguir ganhar os jogos. Somos nós que pomos a pressão em nós próprios por estarmos a representar um país que adora futebol, que nos apoia. Dentro de campo vamos querer dar essa alegria.

Presença na conferência dará a entender que é titular amanhã? Cabe ao mister responder. Não está garantido. Já vim a uma conferência de imprensa e acabei por não estar presente no jogo depois... Temos todos de trabalhar de forma excecional. Temos dificultado as contas do mister para amanhã, mas isso é bom porque todos queremos ajudar. Amanha o mister irá decidir a melhor equipa. Iremos dar o nosso máximo para conseguirmos uma vitória.