Leões do Atlas sem derrotas há um ano

Marrocos, seleção rival de Portugal no Mundial, soma 18 jogos sem perder e mostra consistência

• Foto: Reuters

A seleção de Marrocos atravessa uma fase bastante positiva da sua história. A equipa do Norte de África já não perde há um ano, sendo que a última derrota ocorreu a no dia 10 de junho de 2017, no reduto da seleção dos Camarões. Aboubakar, avançado do FC Porto, foi o ‘carrasco’ da equipa marroquina ao fazer o golo que derrotou Marrocos, por 1-0, no início da fase de qualificação para a Taça das Nações Africanas de 2019.

A partir deste desaire, os marroquinos seguiram imparáveis somando já 18 jogos seguidos sem conhecer o sabor da derrota. Destes 18 encontros, apenas empataram quatro, ou seja, garantiram o triunfo em 14 partidas.

As vitórias que mais se destacam foram frente ao Egito da superestrela Mohamed Salah, em casa, por 3-1, na segunda mão da fase de apuramento para a Taça das Nações Africanas, em que só competem jogadores a atuar no futebol africano (CHAN). Outra vitória convincente foi em casa contra o Mali, por 6-0, na fase de qualificação para este Mundial da Rússia que se inicia na próxima quinta-feira. No entanto, a vitória que levou à conquista de um título é a mais sonante: na final da CHAN, a 4 de fevereiro deste ano, Marrocos derrotou a seleção da Nigéria por contundentes 4-0.

Depois iniciou a fase de preparação para o Campeonato do Mundo e nos jogos particulares continuou a somar triunfos, com realce para as vitórias sobre as seleções europeias. Marrocos bateu a Sérvia e a Eslováquia por 2-1. Já no último encontro particular, no passado sábado, ganhou por 3-1 à seleção da Estónia. Recorde-se que Portugal defronta Marrocos na segunda jornada do Grupo B, no próximo dia 20, às 13 horas.

Dirar regressou aos treinos

Nabil Dirar, antigo jogador de Jardim no Monaco e atual lateral do Fenerbahçe, já se juntou aos restantes companheiros na sessão de treino de ontem da equipa marroquina às ordens de Hervé Renard. O defesa ainda não tinha trabalhado normalmente desde o início da preparação para o Campeonato do Mundo, devido a uma lesão nos gémeos. Assim, Dirar, de 32 anos, deverá recuperar a tempo do jogo de estreia frente ao Irão, na sexta-feira.

Por Luís Magalhães
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Mundial 2018

Notícias