Marroquino Amine Haroit julgado por homicídio involuntário

Em causa está o atropelamento mortal após o Mundial'2018

• Foto: Reuters

O internacional marroquino Amine Harit vai começar a ser julgado a 11 de julho por homicídio involuntário, na sequência de um atropelamento mortal em Marraquexe no fim de semana passado.

Segundo o portal de notícias 'hespress.ma', o jogador marroquino, que participou recentemente no Mundial'2018, pagou uma fiança de 10.000 dirhams (cerca de 900 euros) para evitar a prisão preventiva.

O acidente foi amplamente noticiado pela imprensa marroquina, com a publicação de fotos da vítima e do veículo envolvido e com informações sobre o estado psicológico do futebolista após o sucedido.

A comunicação social marroquina refere que o jogador, que alinha nos alemães do Schalke 04, está em negociações com a família da vítima para tentar chegar a um acordo e evitar o julgamento.

O médio estava em Marraquexe de férias, depois de ter disputado o Mundial'2018, competição na qual a seleção marroquina ficou integrada no grupo B, juntamente com Portugal, Irão e Espanha.

Harit, que foi suplente na derrota por 1-0 frente a Portugal, foi eleito o melhor jogador do encontro com o Irão, que os marroquinos perderam por 1-0.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.