“Messi iraniano” abandona seleção

Em causa as críticas acesas dos adeptos

Sardar Azmoun, conhecido como "Messi iraniano", decidiu abandonar a selecção do seu país. Depois da prestação no Mundial da Rússia, onde chegou com 23 golos em 33 encontros, Azmoun foi muito criticado pelos adeptos, algo que terá feito com que a mãe do jogador ficasse gravemente doente. E Azmoun nem pensou duas vezes...

"A minha mãe venceu uma doença complicada e eu estava feliz. Infelizmente, devido à falta de respeito de algumas pessoas, que me insultaram a mim e aos meus colegas, de forma injusta, a doença dela piorou consideravelmente", revelou.

"Isto colocou-me numa situação complicada, onde tenho de escolher apenas uma coisa. E escolhi a minha mãe", rematou.

Palavras sentidas do jogador de 23 anos, que fará muita falta à selecção orientada por Carlos Queiroz.

No que diz respeito à carreira em clubes, Azmoun alinha ao serviço do Rubin Kazan, mas tem sido seguido com particular interesse pelos escoceses do Celtic.


Por João Seixas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.