Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Pai de Özil diz que "já teria deixado a seleção" alemã no lugar do filho

Mustafa descontente com o tratamento ao jogador

• Foto: Reuters
Mustafa Özil revelou este domingo que, no lugar do filho Mesut, já teria abandonado a seleção da Alemanha. O pai do camisola 10 da Mannschaft deu uma entrevista ao 'Sport Bild' em que comentou a situação do filho na seleção germânica.

"Se estivesse no lugar dele, ia-me embora da seleção. Se estivesse no seu lugar, dizia 'obrigado, mas é tudo'. A ofensa é demasiado grande", começou por dizer.

O pai do médio ofensivo ainda comentou as palavras de Oliver Bierhoff (diretor desportivo da Alemanha), que disse que deviam ter pensado na hipótese de não levar Özil ao Mundial.

"Não conseguiram fazer uma boa gestão da crise e dizer que ainda deviam ter pensado em prescindir do Mesut é uma brincadeira pesada. Sempre se disse que, se ganhamos, ganhamos todos. Mas se perdemos, perdemos por culpa do Özil? Agora utilizam-no como bode expiatório. Percebo que esteja ofendido", considerou.

Recorde-se que Mesut Özil e Ilkay Gündogan têm sido altamente criticados por tirarem uma fotografia com Erdogan, presidente da Turquia. Essa situação provocou mal-estar no seio da seleção alemã desde o início do Mundial, o que levou a esta tomada de posição de Mustafa Özil.
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018

Notícias
M M