Sindicato de Jogadores boliviano ameaça greve aos jogos de apuramento

Em causa estão dívidas dos clubes com jogadores e técnicos

• Foto: Reuters

Com duelos diante de Colômbia e Argentina marcados para dia 24 e 30, respetivamente, a seleção boliviana corre o risco de se envolver numa "embrulhada", já que o Sindicato de Jogadores local (FABOL) ameaçou esta segunda-feira retirar os seus atletas do grupo de convocados, devido a dívidas dos clubes da Liga a jogadores e treinadores.

Tudo isto surge depois de, na semana passada, o mesmo organismo ter apresentado um protesto formal junto da FIFA, exigindo que a entidade que rege o futebol mundial garantisse o pagamento das verbas em falta, sob pena de reclamar a tal saída dos jogadores da convocatória.

Tranquilo

Apesar do impasse, o selecionador Julio César Baldivieso não se mostra muito preocupado, tendo esta segunda-feira trabalhado de forma tranquila junto dos seus jogadores. "Não sei de nada de forma oficial, mas esperaremos. Se se concretizar essa notícia será algo lamentável para a seleção nacional. Seria um boicote por parte de alguém que quer mal à equipa", apontou o técnico nacional da Bolívia.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.