Record

Sonho da Islândia continua

Há que vencer Croácia e esperar pelo jogo da Argentina

• Foto: Reuters
Albert Gudmundsson cumpre na Rússia uma ‘tradição’ familiar. O jovem médio é filho de Gudmundur Benediktsson e de Kristbjörg Indadóttir, ambos antigos internacionais, e neto de Ingi Björn Albertsson, que deteve o recorde de golos na Islândia, de 1987 a 2012. Albert é também bisneto de... Albert Gudmundsson, primeiro profissional da Islândia, que jogou no Milan e no Arsenal. Uma família dedicada ao desporto-rei – todos marcaram pela seleção – que encontra neste Mundial espaço para um capítulo histórico. Em 3º lugar no Grupo D, a Islândia necessita de vencer a Croácia e esperar pelo resultado da Argentina para sonhar com os ‘oitavos’. "Ficámos à frente deles na qualificação e já os vencemos, o que nos dá confiança", prometeu Hallgrimsson.
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018

Notícias
M