O nosso website armazena cookies no seu equipamento que são utilizados para assegurar funcionalidades que lhe permitem uma melhor experiência de navegação e utilização. Ao prosseguir com a navegação está a consentir a sua utilização. Para saber mais sobre cookies ou para os desativar consulte a Politica de Cookies Cofina

Record

Assinatura Digital Premium Saiba mais

Effenberg diz que federação alemã deveria expulsar Özil e Gündoğan

Em causa está o encontro dos dois jogadores com Erdogan

Stefan Effenberg mostrou desagrado por a federação alemã não ter expulsado da seleção Mesut Özil e Ilkay Gündogan, ambos de ascendência turca. Em causa está o polémico encontro dos dois jogadores com o presidente da Turquia, Recep Erdogan.
 
"Quando se aposta em valores como aqueles que a federação alemã transmite a única decisão possível é prescindir dos dois jogadores. Aliás comigo ou com Uli Stein eles não reagiram da mesma forma", disse o antigo jogador alemão.

Effenberg comparou este caso com o dele próprio ocorrido no Mundial dos Estados Unidos em 1994 quando foi afastado da seleção por fazer um gesto obsceno dirigido ao público alemão que assistia ao jogo da Alemanha com a Coreia do Sul em Dallas.

Na entrevista que deu ao portal T-Online, o antigo internacional alemão relembrou que após esse incidente não voltaria a ser chamado pelo então seleccionador Berto Vogts que ocupou o cargo até 1998.

Apesar de não concordar com a decisão da federação alemã, Effenberg considera que agora é "hora de apoiar os dois jogadores, já que a decisão está tomada".


Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Alemanha

Notícias
M M