Queiroz espera causar outro dissabor a Stielike

Selecionador do Irão confiante

• Foto: EPA

Não há três... sem quatro. Assim espera Carlos Queiroz, depois de ter liderado o Irão nas três últimas vitórias sobre a Coreia do Sul, duas na qualificação para o Mundial’2014 e outra num particular nesse mesmo ano, já com o alemão Uli Stielike no banco adversário. "Os jogadores estão preparados e vamos fazer o povo iraniano feliz. É sempre um grande desafio defrontar a Coreia do Sul. Não temos nada a perder. Eles têm a reputação de ser uma grande equipa e um país que já organizou um Mundial, com grandes jogadores e uma grande equipa", salientou o técnico português, de 63 anos, que lidera o Grupo A da qualificação asiática, com 7 pontos, os mesmos do rival de hoje, em Teerão.

Ideia diferente tem Stielike, empenhado em quebrar a maldição em solo iraniano, onde a Coreia do Sul nunca venceu. "Estamos aqui para ganhar. Queremos fazer história e bater o Irão no Estádio Azadi", declarou o técnico alemão. E para concretizar este feito, os sul-coreanos têm de marcar e isso não se apresenta fácil, pois só contabilizam três golos em Teerão: dois em 1977 e outro em 2009, apontado pelo mítico Park Ji-sung, que vestiu a camisola do Manchester United. Para esta tarefa, Stielike deposita grandes esperanças em Son, atacante do Tottenham, decisivo na vitória sobre o Qatar e que já fez 4 golos esta temporada ao serviço dos londrinos.

Ambiente

Queiroz espera um estádio cheio para contrariar os sul-coreanos – "Contamos com o apoio dos nossos adeptos neste jogo", frisou –, e Stielike reconhece que o ambiente no estádio pode ser intimidatório, mas lembra: "Já defrontámos a China num estádio cheio. As duas equipas respeitam-se."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2018 - Ásia

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.