Diz quem sabe: Bernardo Silva aconselha 'miúdos' a fazer o que ele também fez

Avançado do Manchester City aborda estreias na Seleção Nacional

• Foto: Paulo Calado/Arquivo

Fernando Santos promoveu uma autêntica 'revolução' na convocatória da Seleção Nacional ao chamar 11 caras novas para os jogos particulares com a Arábia Saudita e Estados Unidos, uma oportunidade que faz Bernardo Silva recordar a sua estreia.

"Há três anos, quando vim a primeira vez, foi num contexto parecido. São oportunidades para mostrar o valor, o que têm feito e o ótimo trabalho nos clubes. É uma ótima oportunidade para mostrar e dar mais opções ao selecionador. Quando cheguei, tive o prazer de jogar com jogadores que só via pela televisão e eram ídolos, foi fantástico. De certeza que vai ser com enorme orgulho para os que estão aqui puderem ajudar a seleção", afirmou esta terça-feira em conferência de imprensa, passando uma "uma mensagem de confiança" aos estreantes. "Todos os jogadores que chegam são bem recebidos. É um orgulho estar aqui e é bom contar com novas caras que nos passam ajudar".

E prosseguiu, analisando o seu papel na equipa das quinas. "Desde que cheguei, tento ajudar a Seleção ao máximo. Felizmente, nesta qualificação, pude ajudar a seleção a ir ao Mundial. Temos muitos jogadores que podem desequilibrar. Pude fazer o meu trabalho bem e estou muito contente por isso. Vou dar o meu máximo para ajudar o nosso país a conseguir os objetivos".

Apelo aos portugueses e um 'lamento' europeu

A lesão que o afastou do Europeu há muito ficou para trás, mas o jogador do City não esquece o que tanto o marcou nada altura.

"Claro que me marcou um pouco na altura. Não tenho receio. Pode acontecer a qualquer jogador, pode voltar a acontecer a mim, espero que não. De certa forma marcou-me, um Europeu ou um Mundial é uma competição importante. Espero estar fisicamente para estar presente no Mundial", disse.

O que Bernardo Silva também não esquece é o caráter solidário que envolve os encontros dos próximos dias 10 e 14, Bernardo Silva deixou também um apelo aos portugueses.

"Sabemos que o primeiro jogo em Viseu está praticamente cheio, para Leiria ainda não. Fazemos desde já um apelo às pessoas para irem a Leiria também. É sempre bom ajudar os que precisam", concluiu.

1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Mundial 2018 - Europa

Notícias