Factos e números do Andorra-Portugal

Os dados mais relevantes da partida

• Foto: Luís Manuel Neves

Efeméride. Ronaldo voltou a festejar um golo no mesmo dia em que o fez, pela primeira vez, enquanto profissional. Tal sucedeu há 15 anos, numa vitória do Sporting frente ao Moreirense, por 3-0.

Descanso. Foi uma noite de autêntico descanso para o guardião Rui Patrício que, além de não ter feito qualquer defesa durante toda a partida, tocou na bola pela primeira vez aos 44 minutos de jogo.

Folha limpa. Eram seis os jogadores que estavam em risco de falhar o encontro decisivo com a Suíça caso fossem admoestados com o cartão amarelo, mas no final do encontro, nenhum jogador da equipa das quinas foi punido. As quatro vezes que Miroslav Zelinka puxou do cartão amarelo foi sempre para castigar jogadores de Andorra.

Sobrevivente. Portugal voltou a jogar em Andorra, 15 anos depois. Na primeira vez, goleou a seleção do principado por claros 7-1 e desse jogo só houve ontem um repetente. Juli Sanchéz, 39 anos, fez parte da equipa que defrontou, na altura, a equipa das quinas. Também o selecionador Koldo Alvárez esteve nesse encontro, mas noutras funções. Foi o guarda-redes a quem Nuno Gomes fez a vida negra ao marcar quatro golos.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Mundial 2018 - Europa

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.