Os 250 mil motivos para Southgate festejar o apuramento de Inglaterra

Seleção não entusiasma adeptos mas treinador é só sorrisos

• Foto: Reuters

A Inglaterra garantiu a qualificação para a fase final do Mundial'2018 num jogo em casa diante da Eslovénia graças a um golo de Harry Kane aos 90'+4, num jogo em que uma vez mais ficou à vista de todos erros de 'casting' e desacerto tático com base em decisões de parte de Gareth Southgate - o extremo do Manchester City Raheem Sterling no papel de '10' e dupla do Liverpool Jordan Henderson e Alex Oxlade-Chamberlain no meio-campo são disso exemplo.

As bancadas do Estádio de Wembley com muitos lugares vagos e espectadores entretidos a brincar com aviões de papel são sinal de um certo distanciamento entre os ingleses e a sua seleção que não entusiasma nas mãos do treinador que sucedeu a Sam Allardyce em novembro de 2016 e se prepara para juntar em belo prémio ao chorudo salário anual que aufere.

E o 'pormenor' consegue ganhar importância face ao feito que foi conseguir marcar presença na Rússia - integrada no Grupo F com Escócia, Eslováquia, Eslovénia, Lituânia e Malta, a seleção inglesa tem como pior resultados dois empates (Escócia e Eslovénia, ambos fora de casa).

É que Southgate, cujo salário anual é de três milhões de libras (quase 3,4 milhões de euros), vai receber 250 mil libras (quase 280 mil euros) pela qualificação. E outro prémio de valor idêntico espera o selecionador caso Inglaterra passe a fase de grupos do Mundia'2018.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Mundial 2018 - Europa

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.