Grupo A
Grupo B
Grupo C
Grupo D
Grupo E
Grupo F
Grupo G
Grupo H

Ganeses do Rio Ave alertam que Portugal pode ser "surpreendido": «Tal como a Arábia Saudita fez frente à Argentina»

Aziz Yakubu e Emmanuel Boateng serão espectadores atentos ao jogo desta quinta-feira

• Foto: José Gageiro/Movephoto
Aziz Yakubu e Emmanuel Boateng, jogadores ganeses que alinham no Rio Ave, da Liga Bwin, garantem que a seleção do seu país tem argumentos para "surpreender" Portugal, no embate desta quinta-feira, no Grupo H do Mundial2022.


Os dois avançados, que conhecem bem a realidade do futebol de ambos os países, alertam que a equipa lusa vai encontrar um Gana "muito aguerrido", que faz do "empenho e força física" os seus melhores trunfos. "Não vai ser um jogo fácil para nenhuma das equipas. Portugal tem uma excelente equipa, mas o Gana pode surpreender, tal como a Arábia Saudita fez frente à Argentina. É um Mundial, todos querem dar 100 por cento, e a parte mental conta muito", disse Aziz Yakubu à agência Lusa.

Emmanuel Boateng, que já foi sete vezes internacional pelo seu país, concorda com o companheiro de equipa do Rio Ave, reforçando que "não há receitas secretas para vencer, apenas empenho para marcar mais golos". "Embora Portugal tenha o Cristiano Ronaldo, que para mim é o melhor jogador do mundo, no futebol só podemos falar depois dos 90 minutos. O que posso dizer é que o Gana vai dar que falar. Temos uma seleção aguerrida, com muito poder físico, e que, estando num Mundial, se entrega ainda mais", disse Boateng.

O extremo reconhece, ainda assim, que seleção das quinas, "com jogadores como Cristiano Ronaldo e Bruno Fernandes, vai certamente atacar muito mais", mas acredita que o "Gana também tem qualidade para criar situações perigosas". "É uma questão de ter fé e saber aproveitar as oportunidades. É um grupo muito forte, além de Portugal, também o Uruguai e a Coreia do Sul têm muito bons jogadores. Penso que o Gana vai qualificar-se, para a próxima fase, mas não sei quem será a outra equipa apurada", disse, sorridente, Boateng.

Aziz acrescentou dizendo que há um grande entusiasmo e esperança no seu país sobre a prestação da equipa nacional neste Mundial do Qatar, potenciada com um recente bom resultado num particular, que tem "inspirado e motivado muito jovens ganeses". "Com a vitória no último jogo amigável, frente à Suíça, os ganeses ficaram muito entusiasmados com este Mundial. Os ganeses são muito apaixonados pelo futebol, e pela seleção, e muitos acreditam que podemos ir até à final. Eu acho que se vencermos Portugal vamos, pelo menos, seguir para a próxima fase", analisou Aziz.

Quando questionados se a recente polémica envolvendo Cristiano Ronaldo também teve repercussão no Gana, e se tal pode ser um eventual foco de destabilização para Portugal que a seleção ganeses pode aproveitar, Boateng considerou que é "um tema secundário". "Quando o Cristiano Ronaldo, que é o melhor jogador mundo, dá uma entrevista dessas, toda gente comenta. Pessoalmente, acho que disse o que tinha de dizer, mas é uma questão sobre o clube. Não acredito que vai afetar o grupo português, que me parece bastante unido", analisou.

Aziz e Boateng lembraram o dia sorteio deste Mundial2022, que colocou Portugal e Gana no Grupo H, recordando que "houve muita emoção e festa no balneário do Rio Ave". "Vai ser muito divertido ver este jogo aqui em Portugal. Já avisei os meus colegas de equipa que o Gana vai arrasar, e espero ter razão para depois não ser gozado por eles", disse, esperançado, o ponta de lança.

Aziz, de 24 anos, e com 21 golos marcados pelo Rio Ave, desde época passada, e Boateng, de 26 anos, com quatro golos apontados em 10 jogos esta temporada, partilharam a tristeza de não terem feito parte das opções do seu país para este Mundial. "Diria que merecíamos, porque temos jogado muito bem no clube e com bons números. Havia essa expectativa, mas o futebol é assim mesmo. O Gana tem muitos bons jogadores e temos continuar a trabalhar", desabafou Boateng, que já é internacional pelo seu país.

Questionados se o facto de jogarem num clube de média dimensão da I Liga portuguesa, como o Rio Ave, terá sido um fator para serem excluídos da convocatória, Aziz, que nunca foi convocado pelo Gana, rejeita essa ideia, lembrando que no grupo de selecionados "há jogadores de equipas que jogam em divisões secundárias". "Foi apenas uma decisão do treinador. Vamos ficar em casa, mas a torcer por eles, mantendo o sonho de um dia sermos chamados. Estaremos disponíveis, basta ligarem-nos", garantiu o atacante.

Portugal e o Gana defrontam-se na quinta-feira, pelas 19:00 locais (16:00 em Lisboa), em encontro da primeira jornada do Grupo H do Mundial de futebol de 2022, marcado para o Estádio 974, em Doha, capital do Qatar.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão