Qatar quer rentabilizar investimento no Mundial'2022

País está em negociações com a FIFA para acolher diversos torneios após 2022

• Foto: Reuters

O Qatar pretende rentabilizar os cerca de 187.000 milhões de euros previstos para organizar o Mundial'2022, recebendo após essa data os mundiais de clubes e de seleções jovens.

Segundo noticia a Agência France Press, o emirato está em negociações com a FIFA para acolher diversos torneios após 2022, incluindo o que consagra o melhor clube do planeta e os mundiais de sub-20 e sub-17.

"Todas as opções estão em aberto", disse recentemente o presidente da FIFA, Gianni Infantino, em visita ao Qatar, quanto à possibilidade do país receber mais provas internacionais, recordando que esse tema não faz, para já, parte da agenda da instituição.

Ao contrário das edições anteriores, o Qatar não vai sediar em 2021 a Taça das Confederações, competição tradicionalmente realizada 12 meses antes no país que acolhe o Campeonato do Mundo.

Grande controvérsia relativamente às altas temperaturas no Qatar, suscetíveis de terem grande impacto negativo na competição, a FIFA atrasou o Mundial de 2022 para novembro-dezembro, quando estava inicialmente previsto para junho e julho.

Ainda não foi decidido qual o país a receber a Taça das Confederações, embora seja previsível que seja um país da zona asiática a organizá-la.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Mundial 2022

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.