Record

Quaresma dedica medalha a família que morreu no incêndio em Pedrógão Grande

Extremo recorda amigo que faleceu de forma trágica e todos os afetados pelo fogo

Ricardo Quaresma dedicou a medalha referente ao terceiro lugar na Taça das Confederações - na sequência da vitória por 2-1 sobre o México, após prolongamento - às vítimas do incêndio de Pedrógão Grande, mais concretamente a uma família que conhecia de Sacavém, onde o extremo viveu.

"O Sérgio, tal como eu, saltou muitas vezes a vedação da escola do Covo, no bairro da fonte em Sacavém, a nossa vontade de jogar futebol era mais forte do que qualquer rede. O Sérgio, Kostadinov como era chamado, era dos mais talentosos, portista ferrenho e sem medo de jogar bonito no alcatrão duro. Acho que ninguém merece, nem nos seus piores pesadelos, ter um final tão triste. O Sérgio, a Lígia, a Bianca de quatro anos e o Martim de dois, toda uma família vítimas do incêndio de Pedrogão. As minhas orações estão com eles e com as suas famílias. Sérgio, esta medalha é dedicada a ti e aos teus e a todas as famílias que sofreram nesta tragédia", afirmou o internacional português no seu blog, após o triunfo sobre o México.

De resto, Quaresma não esquece a homenagem que está a ser feita a esta família, através de um mural em Fonte Perra em Sacavém: "Para que ele nunca deixe de sorrir no bairro onde foi feliz."

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Taça das Confederações 2017

Patrício foi enorme

Guarda-redes da Seleção Nacional possibilitou, com uma mão-cheia de excelentes intervenções, que Portugal desse a volta a uma desvantagem
Notícias
M