Record

22 pessoas levadas a tribunal por suspeitas de fraude no futebol belga

Informação dada pelo Ministério Público da Bélgica

Um total de 28 pessoas foram interrogadas pela polícia, 22 das quais terão de se apresentar em tribunal até sexta-feira, no âmbito de uma vasta operação de combate à fraude no futebol belga, informou esta quinta-feira o ministério público.

O juiz encarregado do processo emitiu também mandados internacionais para a detenção de duas pessoas suspeitas, que foram interrogadas em outros países, precisaram porta-vozes do Ministério Público, uma conferência de imprensa realizada em Bruxelas.

Entre as pessoas detidas para interrogatório estão um árbitro e vários dirigentes de clubes belgas, na sequência de uma investigação que abrangeu, além da Bélgica, mais seis países: França, Luxemburgo, Chipre, Montenegro, Sérvia e Macedónia.

A operação, desencadeada por suspeita de branqueamento de capitais, corrupção e fraude desportiva, envolve pessoas ligadas a nove clubes belgas, designadamente, Anderlecht, Club Brugge, Genk, Kortrijk, Malines, Ostende, Lokeren, Gent e Standard Liège.

A investigação teve como base um relatório da Unidade de Fraude Desportiva da Polícia Federal, de 2017, que revelou indícios de transações suspeitas na principal competição belga de futebol.

O escândalo foi revelado publicamente na quarta-feira, quando o ministério público belga anunciou que a polícia realizou cerca de 60 buscas por suspeitas de fraudes relacionadas com transferência de jogadores e manipulação de resultados na liga de futebol da Bélgica.
Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

M M