Abel dá a receita: «Quero que os jogadores vivam o momento»

Técnico destaca caminho difícil que conduziu o Palmeiras até à final, mas mostra-se confiante

PREPARADOS. Abel destaca coletivo forte do Palmeiras
PREPARADOS. Abel destaca coletivo forte do Palmeiras • Foto: reuters

Em menos de um ano, Abel Ferreira marca presença na segunda final consecutiva da Libertadores e o objetivo é claro: erguer o troféu e fazer história. Já em Montevidéu, onde o Palmeiras irá enfrentar o Flamengo no duelo decisivo, o treinador português deu a receita para o sucesso, enaltecendo o percurso do Verdão na prova.

“Esta final é fruto de um caminho difícil, mas estamos preparados. Já demonstrámos no ano passado que temos um coletivo forte. Temos um propósito que é ganhar a final”, assumiu aos canais da Conmebol o técnico, de 42 anos, que pode igualar Manuel José (África) e Mourinho (Europa) como os únicos portugueses a vencerem dois títulos de campeão continental. “Espero um jogo equilibrado entre duas grandes equipas. Mas quero que os jogadores vivam o momento. Qualquer jogador e qualquer treinador queriam estar no nosso lugar. Temos de ser gratos e desfrutar”, referiu ainda Abel sobre o Flamengo, que ergueu a Libertadores em 2019 sob o comando de Jorge Jesus.

Concluir missão de Scolari

Figura do Palmeiras, Scolari teve a chance em 2000 de conquistar o bicampeonato da Libertadores no Palmeiras, mas esbarrou num Boca liderado por Carlos Bianchi. Abel pode assim fazer história no Verdão e contou com o apoio dos adeptos que marcaram presença na chegada da comitiva ao Uruguai. Até à final de amanhã, a equipa do Palmeiras irá treinar no estádio do Nacional, sendo que hoje o técnico luso fará a antevisão ao duelo com o Fla. 

Bernardo Silva no apoio ao Verdão

Na final de amanhã, Abel Ferreira contará certamente com o apoio de muitos portugueses, entre eles uma cara bem conhecida do futebol nacional. Desafiado pela ‘ESPN Brasil’ a lançar o duelo entre Palmeiras e Flamengo, Bernardo Silva revelou que irá apoiar o Verdão, muito graças a Abel e ao companheiro do City, Gabriel Jesus. “O técnico do Palmeiras é português e uma pessoa que conheço, portanto desejo-lhe sorte. O Gabriel Jesus também é palmeirense, por isso estou do lado dele”, garantiu.

Por Filipe Balreira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas