Record

Adriano: «Chegava bêbedo aos treinos no Inter e punham-me a dormir na enfermaria»

Antigo jogador brasileiro conta que passou por uma depressão após a morte do pai

• Foto: Reuters
O brasileiro Adriano contou numa entrevista à revista R7 que passou por uma depressão quando jogava no Inter. O antigo craque, agora com 36 anos, reconhece que chegou a aparecer nos treinos embriagado. 

"Só eu sei o que sofri. A morte do meu pai deixou um enorme vazio na minha vida, senti-me muito só. Tudo piorou porque passei a isolar-me", contou Adriano.

"Eu estava sozinho em Itália, triste e deprimido, e acabei por começar a beber. Só me sentia bem quando bebia, fazia-o todas as noites. Bebia tudo o que me caísse nas mãos, vinho, whisky, vodka, cerveja... Muita cerveja."

O desfecho desta situação não foi o melhor: "Não conseguia parar de beber e tive de deixar o Inter. Não conseguia esconder o meu vício e chegava bêbedo aos treinos de manhã. Nunca faltei a nenhum, aparecia sempre, mesmo completamente embriagado, ao ponto de os médicos terem de me levar para a enfermaria para dormir. À imprensa o Inter dizia que eu estava com problemas musculares."

Acabou por deixar o clube e regressar ao Brasil. "Mais tarde percebi que o problema era as pessoas que estavam à minha volta, amigos que não faziam nada mas que me levavam a festas com mulheres e álcool, sem pensarem nas consequências. Quando voltei ao Brasil perdi milhões, mas ganhei felicidade."
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

M