Aimar colocado em causa: «Não deve voltar a treinar!»

Antigo jogador do Peru incrédulo com atuação dos Sub-17 argentinos

A Argentina conquistou o Sul-Americano de Sub-17 sob o comando do antigo benfiquista Pablo Aimar, mas a despedida do torneio, num encontro que nada definia para os argentinos, acabou por não ser a mais agradável, já que a turma das pampas acabou goleada pelo Equador por 4-1. Um resultado inesperado, mas que serviu ao Equador para se chegar ao quarto lugar e apurar-se para o Mundial e que deixou o Peru de fora por causa da diferença de golos.

Ora, o resultado não caiu bem nas hostes peruanas, com o antigo jogador Juan Carlos Sandi, que também é pai de Massimo Sandi, o guardião peruano nesta seleção, a colocar tudo em causa, até mesmo o próprio Pablo Aimar.

"Fui falar com o senhor Tapia [presidente da Federação Argentina de Futebol] e disse-lhe que o futebol não pode ser manchado desta forma. É uma vergonha aquilo que se viu. Foi penoso. Na ano passado a Argentina apurou-se para o Mundial ao ganhar ao Equador. O que foi isto? Uma devolução do favor? É uma vergonha. Há que dignificar o futebol. Houve colegas peruanos que publicaram coisas bonitas sobre Aimar, mas se houver alguma coisa duvidosa o Aimar não pode treinar mais", atirou o antigo jogador, em declarações à Fox Sports Perú.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.