Angola: Hegemonia do Libolo à prova no Girabola

arranca hoje O CAMPEONATO e o campeão tem forte concorrência

Angola: Hegemonia do Libolo à prova no Girabola
Angola: Hegemonia do Libolo à prova no Girabola • Foto: Filipe Farinha

O Girabola 2015 arranca hoje e, em Angola, o defeso ficou marcado por um elevado investimento de várias equipas, com especial destaque para o campeão Libolo mas também o Kabuscorp, Benfica de Luanda e ainda 1.º de Agosto. Com três campeonatos ganhos nos últimos quatro anos, o Libolo arranca novamente como favorito mas a concorrência é forte e esta liga será um grande teste à hegemonia do campeão. Record falou com António Caldas, o treinador português que trabalha há mais anos seguidos no Girabola, o qual explicou o segredo do sucesso do Libolo.

“O Libolo marca a diferença pela organização e profissionalismo da sua estrutura. Todos sabemos que hoje em dia o futebol não se decide apenas dentro das quatro linhas e a forma como a estrutura do Libolo trabalha faz a diferença. O Kabuscorp também se aproxima mas não é o mesmo. A maior parte dos clubes reforçou-se muito bem e o campeonato promete”, disse o técnico do Sagrada Esperança, de 55 anos.

Expressão internacional

Os reforços que chegaram a Angola vão, segundo Caldas, dar maior expressão internacional ao campeonato. “A qualidade é sempre bem-vinda. Os primeiros classificados da época passada reforçaram-se muito – [os portugueses Hélio Roque, Jaime Poulson e Duarte Duarte retomam a carreira em Angola] – e será um dos campeonatos mais disputados dos últimos anos”, revelou, adiantando que “Libolo e Kabuscorp são os candidatos, com Benfica de Luanda e 1.º de Agosto à espreita”. Já o Petro ainda tem de esperar. “Iniciou novo ciclo e aposta na formação, por isso, tem de pensar a longo prazo”, alertou.

Mercado “assalta” ambição de Caldas

António Caldas está em Angola há cinco anos e parte para a terceira época no Sagrada Esperança. Mas, ao contrário do que esperava, não vai poder lutar pelo título. “Tínhamos construído uma equipa nos últimos dois anos e agora havia a expectativa de lutar por títulos. Mas a nossa equipa foi completamente assaltada no mercado. Saíram imensos jogadores para os melhores clubes e este desfalque leva-nos a lutar só pela permanência”, explicou o técnico português a Record.

Bernardino Pedroto: «Não prometo títulos»

Dois anos depois, Bernardino Pedroto, técnico que mais campeonatos angolanos venceu (cinco) desde a independência do país, em 1975, volta ao Girabola para orientar o Recreativo Caála, abrindo hoje a competição em casa do Kabuscorp. Mas, por agora, o projeto é crescer.

“Estamos a funcionar como equipa solidária que se quer. Ainda não posso prometer títulos. Vamos prometer uma equipa competitiva, altamente profissional, generosa, que dignifique o nome do clube e da região que representa. É isso que queremos dar aos adeptos neste ano zero para o Caála. A preparação foi feita ao mais alto nível”, afirmou o experiente treinador, de 61 anos, à imprensa angolana. Refira-se que esta 1.ª ronda reparte-se por seis dias e apenas se conclui no final de março.

CURIOSIDADES

O Bravos do Maquis, treinado pelo veterano Vítor Manuel, tem dois experientes que já passaram por Portugal: Zé Kalanga, de 32 anos, jogou no Boavista, e Ávalos, de 36, defendeu cores de Boavista, Nacional, Belenenses, Camacha e U. Madeira.

Ilian Iliev, antigo internacional búlgaro que jogou no Benfica (1995-97), Marítimo (1999-2002) e Salgueiros (2002/03), tentará fazer no Interclube o que Carlos Mozer e Álvaro Magalhães alcançaram em 2007 e 2010, respetivamente: ser campeão.

O Benfica de Luanda, orientado pelo antigo selecionador angolano Zeca Amaral, fez 14 contratações e conta no seu plantel com Diakité (ex-Belenenses) e o experiente Gilberto, que foi jogador de Manuel José nos egípcios do Al Ahly (2002-2010).

O Petro de Luanda é clube angolano com mais Girabolas: 15. Depois vem o 1.º de Agosto (9) e ASA e Libolo (ambos com 3).

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.