Ausência de Ronaldo no jogo com a Coreia do Sul ainda dá que falar: Polícia faz buscas a empresa

Autoridades de Seul investigam se existia obrigação contratual

A polícia sul-coreana realizou esta quinta-feira buscas na empresa de marketing The Fasta para investigar se existia obrigação contratual da Juventus utilizar o internacional português Cristiano Ronaldo no encontro particular com uma seleção de K-League.

As autoridades locais pretendem determinar se existia no contrato da The Fasta com a Juventus uma cláusula que obrigasse o internacional português a alinhar, pelo menos 45 minutos, no encontro, realizado em 26 de julho, em Seul, e que terminou empatado a três.

Cristiano Ronaldo esteve no banco, mas não foi utilizado, por, segundo a Juventus, estar com "fadiga muscular", e também não participou numa sessão de autógrafos que estava previamente agendada.

Muitos dos 66.000 espetadores, que assistiram ao encontro e que pagaram bilhetes cujo custo máximo ascendia aos 400.000 wones (295 euros), sentiram-se defraudados e ponderam avançar com queixas contra Ronaldo e a Juventus.

Como forma de protesto, os adeptos entoaram no estádio o nome do argentino Lionel Messi e apelaram a um boicote a produtos relacionados com o internacional português.

A empresa The Fasta já se mostrou disponível para colaborar com a polícia "para esclarecer quaisquer suspeitas" e anunciou ter apresentado uma queixa contra os campeões italianos, alegando quebra de contrato.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

10 Mais: Capitães lendários

A braçadeira não está ao alcance de todos. Mas há muitos craques que souberam dar o exemplo, ao serviço dos seus clubes e seleções nacionais

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0