Bruma: «Acabou por ser uma partida de sonho, por ter marcado e assistido no jogo do título»

Extremo português mostrou-se satisfeito pelo bicampeonato do Olympiacos

• Foto: Bruma / Instagram

O internacional português Bruma, que marcou e assistiu na vitória, este domingo, do Olympiacos sobre o rival Panathinaikos (3-1), que deu o bicampeonato à formação de Pedro Martins, mostrou-se satisfeito com o título e a sua exibição.

"Este título é o resultado do excelente trabalho de todos no clube, e todos estão de parabéns. Esta época decorreu em circunstâncias particulares, mas o Olympiacos soube adaptar-se para estar à altura das exigências deste clube", afirmou Bruma, em declarações enviadas pela sua assessoria de imprensa.

O extremo luso, que leva 26 jogos, seis golos e três assistência esta temporada no Olympiacos, apontou para a superioridade demonstrada ao longo da época na Grécia, que permitiu a conquista do título de campeão quando faltam ainda sete jornadas para o fim da Superliga helénica, estando ainda a disputar um lugar na final da Taça da Grécia.

"Aqui, só ganhar interessa e felizmente conseguimos mais um título, mostrando que somos a melhor equipa grega. Pessoalmente, estou muito feliz por voltar a ser campeão, uma alegria que já tinha tido na Turquia", sublinhou Bruma, que está a jogar no Olympiacos por empréstimo dos holandeses do PSV.

O atleta formado no Sporting frisou que, quando assinou pela formação de Atenas, pretendia "contribuir para o sucesso coletivo", ajudando a equipa com exibições como aquela que hoje protagonizou.

"Felizmente consegui ajudar com o meu trabalho. O jogo de hoje acabou por ser uma partida de sonho, por ter marcado e assistido no jogo do título. Estou muito orgulhoso de viver mais esta experiência na minha carreira. Mas a época ainda não acabou, queremos, também, ganhar a Taça da Grécia e temos de nos concentrar para os jogos que faltam", rematou.

O Olympiacos sagrou-se hoje campeão grego de futebol pela 46.ª vez, a segunda consecutiva sob o comando do português Pedro Martins, ao vencer na receção ao rival Panathinaikos e ao beneficiar da derrota do Aris Salónica.

A formação do Pireu, que conta com os portugueses José Sá, Rúben Semedo, Tiago Silva e Bruma, venceu por 3-1 e soma 76 pontos, já inalcançáveis para o Aris, segundo colocado, com 54.

A equipa do Piréu ainda esteve em desvantagem, depois de o italiano Federico Macheda, aos 29 minutos, ter adiantado o Panathinaikos, de penálti, mas o egípcio Koke, aos 45+3 e aos 72, o segundo com assistência de Bruma, e o próprio Bruma, aos 90+7', protagonizaram a reviravolta no marcador e nova conquista para a equipa da capital grega.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.