Bruno Pereira fala em "felicidade muito grande" por título em Omã

Treinador português ajuda a fazer história

O treinador português Bruno Pereira definiu esta segunda-feira como "uma felicidade muito grande" a conquista do campeonato de Omã de futebol, ao serviço da equipa do Seeb Club, que tinha subido de divisão.

O clube fundado há 48 anos jogou na 2.ª divisão nas últimas cinco temporadas, tendo sido promovido numa época em que acabou por conquistar o título, confirmado na última jornada diante do Saham (2-0).

"Uma felicidade muito grande por dois motivos, foi o nosso primeiro título no futebol sénior e por também estarmos a fazer história num clube, que em 48 anos nunca tinha conquistado este título, ainda para mais no ano em que foi promovido à I divisão, o que torna tudo ainda mais especial", salientou o jovem técnico madeirense à Lusa.

Bruno Pereira não é o único madeirense na equipa técnica, André Jasmins, treinador adjunto, é descrito pelo técnico como "fundamental" no seu trabalho, com um "papel importantíssimo ao longo deste trajeto".

Apesar da euforia da conquista inédita, o caminho até à confirmação do título não foi fácil, com a suspensão da competição durante seis meses, após um empate importante frente ao rival direto (Dhofar Club).

"Estávamos numa fase muito boa, empatamos contra o nosso rival direto, o que nos permitiu estar com cinco pontos de vantagem, distância que acabamos por manter até o fim do campeonato", descreveu o timoneiro da equipa que esteve 19 jogos consecutivos sem perder, 14 deles sem sofrer golos.

A suspensão da competição foi anunciada a três jornadas do fim, uma decisão "prematura", segundo o treinador luso, tendo em conta os números baixos de casos positivos para covid-19, em Omã.

"Faltavam três jornadas e nós queríamos continuar porque o número de casos aqui nem era muito elevado, entre 20 a 40, não mais que isso. Decidiram suspender, o que julgo ter sido prematuro porque só faltavam três jornadas e provavelmente em 10 dias conseguiríamos terminar o campeonato. A decisão de retomar a competição é que acabou por pecar por tardia, porque nos outros campeonatos as decisões foram céleres, aqui tardou e o campeonato só agora foi retomado", frisou.

O técnico madeirense, de 38 anos, só voltou a dar treinos presencialmente a 15 de outubro. A solução encontrada passou pela elaboração de planos de treino à distância, e com a ajuda de dois treinadores da formação do clube, para supervisionar e passar as diretrizes ao grupo de trabalho.

"Tivemos uma dificuldade adicional quanto aos voos para regressar porque o aeroporto só abriu para estrangeiros a 1 de outubro, e ainda assim tivemos de cumprir o período de quarentena. Jogámos no dia 23 deste mês, por isso, tivemos pouco mais de uma semana com treinos presenciais. Essas dificuldades foram todas superadas dentro de campo e felizmente culminou na conquista do título", referiu.

O Seeb Club não foi a primeira experiência de Bruno Pereira no futebol de Omã, tendo representado nas últimas duas temporadas o Al Nahda, tendo alcançado o terceiro e o segundo lugar, respetivamente, num campeonato "extremamente competitivo".

"É um campeonato extremamente competitivo, este ano em especial, teve muito equilíbrio. As pessoas têm uma ideia errada deste campeonato, existem equipas com muito valor e jogadores com muita qualidade", explicou o treinador que já comandou em Portugal, a segunda equipa do Sporting de Braga, o Trofense e o Merelinense.

O contrato de Bruno Pereira e restante equipa técnica terminou no período de suspensão da competição, mas foi acordado o regresso para terminar o campeonato, com a hipótese de renovação em cima da mesa.

"Na altura foi dito que independentemente de sermos ou não campeões estavam satisfeitos com o nosso trabalho e que o objetivo era a continuidade, mas vamos esperar para ver o que o futuro nos reserva, porque o futebol é uma 'caixinha de surpresas'", sublinhou.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.