Carlos Queiroz: «Merecemos o resultado pela nossa abordagem»

Selecionador do Irão feliz com passagem às 'meias' da Taça da Ásia

• Foto: Reuters

O treinador português Carlos Queiroz manifestou-se esta quinta-feira "muito feliz" pela vitória por 3-0 sobre a China, nos quartos-de-final da Taça da Ásia, num jogo "difícil" em que reencontrou o técnico italiano Marcello Lippi.

"Este foi um jogo muito difícil para nós, contra uma equipa muito forte, muito bem organizada e preparada. Para mim, é uma grande honra, após tantos anos, voltar a estar ao lado de Marcello Lippi, um privilégio", explicou Queiroz, em conferência de imprensa.

Os dois técnicos encontraram-se pela última vez em 2017, em 28 de março, numa vitória iraniana por 1-0 na qualificação para o Mundial2018, em que o Irão viria a defrontar Portugal.

"Tenho pena que Lippi não vá continuar com a China, mas é a decisão deste grande técnico. (...) Para desenvolver o futebol, precisamos de nomes como Lippi, Fabio Capello ou Alex Ferguson, porque foram eles que construíram o futebol nos últimos 20, 30 anos", atirou.

Golos de Mehdi Taremi (18 minutos), Sardar Azmoun (31) e Karim Ansarifard (90+1) selaram a passagem dos iranianos às 'meias' pela primeira vez desde 2004, perante os chineses orientados por Lippi, campeão do mundo no comando da Itália em 2006.

"Merecemos o resultado pela nossa abordagem, não só pelo controlo do jogo e podermos conseguir jogar o nosso futebol, mas pela grande energia e esforço, com que colocámos a China sob pressão", acrescentou o técnico.

Depois de um "grande esforço tático e mental" da equipa, para "controlar a China e obrigar a cometer erros", Queiroz quer que os jogadores "descansem até ao próximo jogo daqui a quatro dias", perante o Japão, que o luso considerou um dos candidatos, a par da Coreia do Sul, de Paulo Bento.

O Irão-Japão está marcado para o dia 28 de janeiro, a partir das 16:00, em Al Ain.

Os outros dois encontros dos quartos de final têm lugar na sexta-feira, com a Coreia do Sul, liderada por Paulo Bento, a defrontar o Qatar, enquanto o anfitrião Emirados Árabes Unidos terá pela frente a campeã em título, a Austrália.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.