Carlos Queiroz: «Não perdemos Maradona, perdemos parte do futebol»

Selecionador da Colômbia reage à morte do ex-internacional argentino e recorda o último encontro que tiveram juntos

• Foto: Action Images

O português Carlos Queiroz, atual selecionador da Colômbia, considerou que com a morte de Diego Maradona se perdeu "parte do futebol", dizendo-se grato pela magia do astro argentino, que morreu, esta quarta-feira, aos 60 anos.

"Não perdemos Maradona, perdemos parte do futebol. Maradona é o futebol, o 10 que ganhou a eternidade e a universalidade", começou por escrever o técnico luso na sua conta na rede social Twitter.

"A ti, Dieguito, que com carinho me chamavas Carlito, gratidão pela magia do teu futebol e por todo o apoio, no Mundial 2010 e quando nos cruzámos na UAE. RIP", recordou.

Queiroz e Maradona cruzaram-se no Mundial2010, que se disputou na África do Sul, quando eram, respetivamente, selecionador de Portugal e da Argentina.

Maradona morreu hoje na sua residência, na Argentina, aos 60 anos, anunciou o seu agente e amigo Matías Morla.

Segundo a imprensa argentina, Maradona, que treinava os argentinos do Gimnasia y Esgrima, sofreu uma paragem cardíaca na sua vivenda na província de Buenos Aires.

A sua carreira de futebolista, de 1976 a 2001, ficou marcada pela conquista, pela Argentina, do Mundial de 1986, no México, e os dois títulos italianos e a Taça UEFA arrebatada ao serviço dos italianos do Nápoles.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.