Carlos Queiroz 'vítima' de conflito com Israel

Capitães do Irão podem ser afastados... por terem jogado contra equipa israelita

• Foto: Pedro Ferreira

Falta um ano para o Mundial e Carlos Queiroz, técnico do Irão, já tem um problema para resolver com a possibilidade de perder Ehsan Haji e Masoud Shojaei, habituais capitães da equipa. E tudo por causa do conflito com Israel. "Já não têm lugar na seleção do Irão porque ultrapassaram a linha vermelha do país", informou o ministro adjunto dos Desportos, Mohammad Reza Davarzani, depois de ambos os atletas do Panionios terem defrontado o Maccabi Telavive, na Liga Europa.

Haji, lateral-esquerdo de 27 anos, com mais de 80 internacionalizações, e Shojaei, médio-ofensivo de 33 anos e com quase 70 chamadas à seleção, recusaram jogar em Israel, jogo que a equipa grega perdeu por 1-0, mas, correndo o risco de sofrerem processos disciplinares, alinharam na 2ª mão. "Nos últimos 38 anos, nenhum atleta aceitou defrontar representantes de Israel. Nem nos Jogos Olímpicos", acrescentou o governante.

Teerão defende que defrontar israelitas equivale a reconhecer Israel como estado, o que contraria a causa iraniana. Queiroz segue para Teerão na próxima semana, para se inteirar do caso, numa altura em que terá de divulgar os convocados para a última jornada de qualificação, no final do mês.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.