Celtic goleia (4-0) e bate recorde dos Lisbon Lions

Equipa de Glasgow leva 27 jogos sem perder a nível interno na Escócia

• Foto: Reuters

Sem surpresa, o Celtic somou este domingo mais uma vitória, goleando (4-0) o Hearts, e aumentou para 27 a série de jogos sem perder a nível interno esta época. Um feito que permitiu ao conjunto orientado por Brendan Rodgers ultrapassar o histórico recorde do clube, 50 anos depois dos Lisbon Lions - nome pelo qual ficou conhecida a equipa que conquistou a Taça dos Campeões de 1966/67 na final disputada em Lisboa - terem somado 26 encontros sem derrotas na Escócia.

Frente ao Hearts, Scott Sinclair destacou-se com um bis (77' e 90'+1 pen.), enquanto Callum McGregor (29') e Patrick Roberts (80') completaram a goleada, naquele que foi o 17.º triunfo consecutivo dos católicos de Glasgow no campeonato. Incluindo as taças, são 21 vitórias seguidas a nível interno, numa temporada em que o Celtic regista apenas um empate (2-2, na visita ao Inverness, a 18 de setembro) nas competições locais - pelo meio contabiliza, no entanto, cinco derrotas e quatro empates na Liga dos Campeões.

Com 22 pontos de vantagem sobre o mais direto perseguidor - o rival citadino Rangers - em 22 jornadas da liga escocesa cumpridas, o Celtic está bem lançado para mais um título, que será o 48.º da sua história (6.º seguido). Razões mais do que suficientes para Brendan Rodgers estar satisfeito com a equipa.

"Este recorde é uma grande honra e algo brilhante, considerando a história do clube. A nossa ideia é continuar assim. Tento focar-me naquilo que podemos controlar, que é treinar e jogar. Os jogadores podem garantir que nunca falei no assunto, pois já há pressão suficiente. É um feito incrível", referiu o antigo técnico do Liverpool após o triunfo deste domingo.

Por José Angélico
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

D10S foi ter com Deus

Maradona partiu ontem, aos 60 anos, vítima de paragem cardiorrespiratória, e o Mundo chorou pela perda de um dos mais brilhantes futebolistas de sempre

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.