China: Academia do Shandong liderada por portugueses

Uma das maiores academias do país

• Foto: DR Record

Simão Freitas assumiu a coordenação da área de formação do Shandong Luneng, que possui uma das maiores academias da China, com instalações que fazem inveja a qualquer grande clube europeu. O técnico português, de 35 anos, orientou os moldavos do Zimbru na época passada – depois de ter trabalhado vários anos nos escalões jovens do FC Porto – e assinou um contrato válido por duas épocas com o clube chinês. Mas não foi sozinho, pois com ele seguiram mais seis portugueses: Fernando Valente, Tiago Moutinho e Vítor Matos, como treinadores; Diogo Paiva, para o departamento de capacidades individuais; Rui Correia, para o departamento de treino de guarda-redes; e Nélson Leitão, como fisioterapeuta.

Com uma academia que tem 31 campos de futebol e cerca de três centenas de jovens em regime de internato, o Shandong Luneng disputa a 1ª Divisão chinesa, embora atravesse algumas dificuldades. Orientada pelo alemão Felix Magath, a equipa principal ocupa o 14º e antepenúltimo lugar do campeonato, depois de ter terminado no 3º posto em 2015. O italiano Graziano Pellè (ex-Southampton) e o senegalês Papiss Cissé (ex-Newcastle) foram recentemente contratados, enquanto o argentino Montillo e os brasileiros Gil e Jucilei são os outros jogadores estrangeiros do clube chinês.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.