China: Vítor Pereira já tem título à vista

Shanghai SIPG, dirigido pelo luso, vence em casa do campeão, por 5-4, e só precisa de mais 1 ponto

• Foto: Getty Images

Campeão nas últimas sete épocas, o Guangzhou Evergrande está prestes a ver terminada esta série de vitórias na liga chinesa, depois de ter perdido ontem com o Shanghai SIPG de Vítor Pereira. Naquele que pode ser classificado como o jogo do título, a equipa do técnico português venceu por 5-4 e, a duas jornadas do fim, aumentou para cinco pontos a vantagem sobre o rival. Ou seja, como tem vantagem no confronto direto, o conjunto de Xangai precisa apenas de mais um ponto para se sagrar campeão pela primeira vez.

Orientado pelo italiano Fabio Cannavaro - que sucedeu a Luiz Felipe Scolari, vencedor em 2015, 2016 e 2017 – e com o ex-benfiquista Talisca como uma das estrelas da equipa, o Guangzhou Evergrande precisava de vencer na 28ª jornada para atingir a liderança, mas não o conseguiu, apesar de ter chegado ao intervalo a ganhar por 3-2. Num encontro cheio de golos, os brasileiros Paulinho (30’ e 45’+3) e Alan (43’ e 90’+5, este de penálti) marcaram pelos anfitriões, mas foram os visitantes a levar a melhor, cabendo ao ex-portista Hulk a ‘missão’ de sentenciar a partida: o avançado faturou de penálti aos 89’. Antes, Lu Wenjun (14’), Cai Huikang (40’), Wu Lei (50’) e Zhang Chenglin (79’, na própria baliza) fizeram os restantes golos do Shanghai SIPG, que pode festejar o título já na próxima quarta-feira, na receção ao Beijing Renhe.

Portugal e Grécia

O treinador português já se sagrou três vezes campeão. Começou a enriquecer o palmarés ao serviço do FC Porto. Enquanto treinador principal, Vítor Pereira arrecadou dois campeonatos em Portugal. Acabou, no entanto, por emigrar. Na Grécia voltou a acrescentar um título importante ao currículo, arrecadando a prova de regularidade com as cores do Olympiacos.

A aventura na China vem relançar a carreira de Vítor Pereira, que não conseguiu ser bem-sucedido na Alemanha. O projeto no Munique 1860 não lhe correu de feição, acabando por não evitar que o histórico clube fosse relegado para o terceiro escalão.

Por José Angélico
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0