COI vai apoiar países afetados pelo furacão Irma

Anúncio foi feito pelo presidente Thomas Bach

O presidente do Comité Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, anunciou na segunda-feira que o organismo vai apoiar com cerca de um milhão de dólares (836 mil euros) os países das Caraíbas afetados pelo furacão Irma.

O donativo vai ser entregue aos comités olímpicos dos países afetados e pode aumentar em função da avaliação dos prejuízos nas próximas semanas, indicou.

"Vamos apurar os danos no campo do desporto e instalações. Isso permitir-nos-á determinar se há necessidade de mais apoio", afirmou Bach, durante uma conferência de imprensa em Lima, após uma reunião com o conselho executivo para preparar a próxima assembleia do COI, que tem início na quarta-feira.

Bach expressou ainda condolências pelas vítimas e por todos aqueles que o Irma, um dos furacões mais fortes de sempre, com ventos que atingiram 300 quilómetros por hora, arrasaram uma série de países como Cuba, Porto Rico, República Dominicana ou Estados Unidos.

O Irma - qualificado pela Organização Mundial de Meteorologia como o furacão mais forte de sempre no Atlântico - enfraqueceu na segunda-feira ao atravessar o estado norte-americano da Flórida, perdendo a designação de furacão e passando a ser classificado como tempestade tropical.

O balanço da passagem do furacão Irma por Cuba foi um dos mais graves nas Caraíbas, com o registo de dez vítimas de um total de pelo menos 40.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.