Covid-19 'obriga' Ucrânia a inscrever guarda-redes reformado para jogo com a França

Oleksander Shovkovskiy vai estar no banco de suplentes...mas não só no papel de adjunto

• Foto: Pablo Kubanov

Oleksander Shovkovskiy, antigo internacional ucraniano e guarda-redes do Dínamo Kiev que acabou a carreira em 2016, foi inscrito pela federação ucraniana para o particular desta quarta-feira diante da França, em Paris. Aos 45 anos, Shovkovskiy é um dos adjuntos de Andriy Shevchenko na seleção ucraniana mas terá de voltar a calçar as luvas devido a um surto de Covid-19 que afetou a comitiva já em solo francês.

Entre os seis jogadores infetados com o novo coronavírus estão três dos quatro guarda-redes inicialmente chamados por Shevchenko, que conta apenas com Georgiy Bushchan para a baliza. Situação que levou a uma solução de recurso... insólita. "Como só resta um guarda-redes saudável, a direção técnica decidiu incluir no amigável com a França o treinador adjunto Oleksandr Shovkovsky", esclarece a federação ucraniana em comunicado no site oficial. E o organismo tomou essa opção porque "o regulamento da UEFA permite incluir na ficha de jogo jogadores que não tenham contrato profissional com nenhum clube, mas que sejam cidadãos do país".

Na mesma nota, a federação ucraniana garante, contudo, que o veterano só irá a jogo caso o resultado dos últimos  testes PCR - que serão conhecidos a poucas horas do apito inicial - dê Bushchan como positivo ou se este se lesionar durante o encontro com os gauleses.

De referir que, ao longo da carreira, Shovkovskiy cumpriu 89 internacionalizações A pela seleção, tendo sido o dono da baliza da Ucrânia no Mundial'2006 na Alemanha.

Por André Antunes Pereira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas