Croácia: Presidente da UEFA ameaça com pesadas sanções

Em causa estão os constantes atos de violência e as provocações neonazis dos seus 'hooligans'

• Foto: Getty Images Sport

A Croácia arrisca-se a "pesadas sanções" por causa da violência e provocações neonazis dos seus 'hooligans', advertiu esta terça-feira o presidente da UEFA, o esloveno Aleksander Ceferin.

"Falei com o primeiro-ministro, Andrej Plenkovic, e com Davor Suker, o presidente da Federação Croata de Futebol (HNS), da possibilidade séria de sanções mais duras", disse à comunicação social Ceferin, que está em visita a Zagreb.

Ceferin, evocou "o problema dos adeptos, dos incidentes, que poderão terminar em pesadas sanções contra o futebol croata".

Quanto a Davor Suker, pediu por seu lado às autoridades do seu país "uma lei justa sobre o hooliganismo".

Os adeptos croatas estão entre os mais violentos do mundo e nos estádios do país são regularmente ouvidos cânticos pró-nazis e mostrados símbolos ligados ao regime colaboracionista ustachi, que governou a Croácia durante a 2.ª Guerra Mundial.

No Euro'2016, o jogo contra a República Checa teve de ser interrompido por causa do arremesso de fumígenos por parte dos croatas.

Em junho de 2015, adeptos da seleção pintaram uma cruz suástica no terreno, antes de um jogo contra a Itália, em Split.

Com regularidade, os mais radicais entoam a saudação ustachi, 'Za dom Spremmi' - o que aconteceu sábado nas bancadas do Hajduk Split-Dínamo Zagreb.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Internacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0